Borrell dirige-se à África do Sul para reforçar as relações apesar da aproximação com a Rússia

Alto
Alto Representante da UE para a Política Externa, Josep Borrell – -/European Council/dpa

O Alto Representante da UE Josep Borrell deslocar-se-á à África do Sul na quinta-feira, numa tentativa de reforçar as relações, numa altura em que o Presidente Cyril Ramaphosa se aproximou da Rússia e denunciou os efeitos das sanções europeias sobre a guerra na Ucrânia no continente africano.

Uma reunião ministerial entre a UE e a África do Sul terá lugar em Pretória na sexta-feira, numa reunião para retomar o diálogo em diferentes áreas. Borrell será acompanhado pela Comissária para os Serviços Financeiros, Mairead McGuinnes, a Comissária para a Saúde e Segurança Alimentar, Stella Kyriakides, e a Comissária para a Cooperação Internacional, Jutta Urpilainen.

O encontro surge numa altura em que a relação entre a UE e a África do Sul cresceu em profundidade e ambição «apesar do contexto internacional desafiante», disse a diplomacia da UE numa declaração.

«Os Ministros irão rever a parceria estratégica centrando-se em várias áreas de interesse mútuo, incluindo paz e segurança, cooperação multilateral, comércio e investimento bilateral, produção de vacinas e saúde, alterações climáticas, energias renováveis, transição justa de energia, ciência, inovação e educação», disse o gabinete de Borrell numa declaração.

A África do Sul anunciou há alguns dias que irá realizar exercícios militares conjuntos com a Rússia e a China em Fevereiro com o objectivo de «reforçar as relações já florescentes» entre os três países. É um dos países do continente africano que se recusou a tomar posição sobre a invasão russa da Ucrânia e assumiu a presidência rotativa em Dezembro de 2022 do grupo conhecido como BRICS, que inclui também o Brasil, a Rússia, a Índia e a China.

Assim, a visita servirá para manter contactos bilaterais com Ramaphosa e com a Ministra dos Negócios Estrangeiros sul-africana, Naledi Pandor, enquanto no sábado, o Alto Representante viajará para o vizinho Botsuana para se encontrar com o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Lemogang Kwape, e com Elias Magosi, o Secretário Executivo da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral, uma organização regional que engloba 15 países da região e tem a sua sede em Gaborone.

Fonte: (EUROPA PRESS)